Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2012

“A senhora depois vê”

Imagem
“A senhora depois vê,” diz o operário corticeiro para a repórter. A senhora vai ver e vem-nos contar. Nós não vemos, mas ficamos a ver. Está tudo lá e vemo-lo melhor do que se estivessemos de facto a ver. Intriga-me este ver sem ver através da rádio. As reportagens da TSF, as de Maria Augusta Casaca e outras dos seus companheiros, são uma forma de desvendar o mistério; em suma, de aprender sobre este fenómeno que me continua a fascinar, de forma quase infantil, que é o contar por som. “O País da Cortiça” fala-nos deste mundo do sobreiro e da extracção da cortiça, em que Portugal dá cartas. É uma magnífica reportagem de Maria Augusta Casaca, com sonoplastia de Luís Borges. Neste caso, trata-se de uma reportagem que trata um tema que conheço bem porque, em tempos, realizei um pequeno documentário sobre ele, chamado “9 Anos Depois...”.  No caso deste “derby” audio-video devo confessar que fui goleado pelo audio!

"Conferência de Imprensa"

Imagem
Não me atrevo a fazer aqui “crítica” porque não tenho para isso as necessárias qualificações, mas, de vez em quando, gosto de trazer para este espaço dos Fragmentos um espectáculo, um concerto ou uma qualquer produção artística de outra natureza (veja o Arquivo se tiver paciência) que me tenham impressionado particularmente, que me tenham feito dar um salto na cadeira ou obrigado a sair do conforto da penumbra da plateia para mergulhar decididamente no que me é proposto. Não é crítica, é impressão de viagem...  Aproveito ainda com estas minhas notas de campo para destacar eventos que muito certamente a crítica, a verdadeira, a qualificada, ignorará decerto... Hoje foi um desses dias em que tive oportunidade de assistir a um espectáculo que me impressionou sinceramente, um desses que me causou sobressalto. “Conferência de Imprensa” é uma produção do SLTM/TNSJ, com texto e encenação de Alvaro Garcia Zúñiga. Estreou hoje. O texto inteligentíssimo e musical de Zúñiga (que texto!), a interpr…